Programa

1. A necessidade humana de recriar o movimento. Das pinturas na caverna de Chauvet aos dias de hoje. Breve início histórico.

2. A contaminação recíproca e antológica entre cinema e pintura através do tempos. O pré-cinema, os panoramas arquitetônicos e seus efeitos de imersão ontem e hoje.

3- A descoberta da perspectiva artificialis e a invenção da paisagem, fundamentos para a produção imagética. O trompe l’oeil e a ilusão no cinema.

4. Impressionismo e vanguardas artísticas: Futurismo, Dadaísmo, Expressionismo, Fauvismo, Cubismo, Surrealismo, Construtivismo e suas manifestações no cinema da década de 20 e hoje. Cubismo como uma resposta das artes plásticas à invenção do cinema? Os estudos de montagem de Eisenstein a partir da pintura.

5- Os avanços da linguagem cinematográfica, suas aproximações e distanciamentos da pintura. Breve resumo desses momentos e movimentos: Cinema Moderno, Neorrealismo, Nouvelle Vague, Cinema Novo.

6. “Cineastas pintores”, alguns artistas plásticos também, e suas apropriações e referências pictóricas: Peter Greenaway, Lech Majewski, Jean-Luc Gordard, Stanley Kubrick, Eric Rohmer, Michelangelo Antonioni, Andrei Tarkovski, Akira Kurosawa, Gus van Sant, Hou Hsiao-Hsien, Carlos Reygadas, Lucrécia Martel, Walter Carvalho, Karim Aïnouz, Cao Guimarães, entre outros.

7. Alguns “pintores cineastas” e suas formas de iluminar, encenar e criar movimento nas telas: Pieter Bruegel - o Velho, Paolo Veronese, Michelangelo Merisi da Caravaggio, Rembrandt van Rijn, Johannes Vermeer, William Hogarth, Antoine Watteau, Eugène Delacroix, Edgar Degas, Toulouse Lautrec, William Turner, Van Gogh, Edward Hopper, Jackson Pollock, David Hockney, entre outros.

8- Breve panorama introdutório do que seria hoje um pós-cinema ou um transcinema.