David Shiling Tsai

David Shiling Tsai atua no Instituto de Energia e Meio Ambiente (IEMA), uma organização

brasileira sem fins lucrativos que se dedica a qualificar os processos decisórios para que os

sistemas de transporte e de energia assegurem o uso sustentável de recursos naturais com

desenvolvimento social e econômico. David se concentra no enfrentamento à poluição do ar e

na mitigação de emissões de gases de efeito estufa, focando o trabalho em inventários e

modelagem de emissões com vistas a contribuir para políticas públicas nas áreas de meio

ambiente, mudanças climáticas, transporte, energia e indústria.

David participou da elaboração de uma série de inventários de emissões relacionados à

atividade de transporte, de cunho oficial, publicados por órgãos públicos como o Ministério do

Meio Ambiente, a Agência Nacional de Transportes Terrestres e a Agência Nacional de Aviação

Civil. Tais trabalhos levaram-no a ser consultado pela Agência Ambiental do Estado de São

Paulo e pelo Ministério de Ciência e Tecnologia para revisar seus inventários, incluindo

informações oficialmente submetidas à Convenção Quadro das Nações Unidas para Mudanças

Climáticas.

Ele desempenhou papéis-chave na avaliação de políticas públicas como o estabelecimento dos

limites de emissão Euro V para veículos pesados no Brasil, assessorando o Ministério do Meio

Ambiente e o Ministério Público Federal; bem como o estabelecimento de metas de eficiência

enertgética para automóveis, juntamente ao Ministério de Desenvolvimento, Indústria e

Comércio. Ele também contribuiu na elaboração do Plano Setorial de Transporte e Mobilidade

Urbana para Mitigação e Adaptação à Mudança do Clima, coordenado pelo Ministério dos

Transportes e o Ministério das Cidades.

Além de colaborar com o poder público, David trabalhou conjuntamente com organizações da

sociedade civil. Uma de suas principais conquistas em parceria com outras instituições foi o

desenvolvimento do Sistema de Estimativa de Emissões de Gases de Efeito Estufa (SEEG), uma

plataforma de dados abertos de iniciativa da rede de organizações da sociedade civil

Observatório do Clima. Ele foi responsável pelos setores de Energia e Processos Industriais no

SEEG, ajudando a iniciativa a se expandir para o Peru e a Índia, cooperando com fundações,

organizações e universidades locais. Em 2018, foi co-autor do artigo sobre a metodologia do

SEEG publicado na revista Nature Scientific Data.

David formou-se em Engenharia Química na Escola Politécnica da Universidade de São Paulo

em 2008. Com o propósito de solucionar problemas socioambientais, ele busca

aperfeiçoamento no curso de Geografia da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas

da Universidade de São Paulo. Em 2017, David participou do 2o Fórum de Jovens Cientistas dos

BRICS, ocorrido em Hangzhou, na China.