Alexandre Quaresma

Alexandre Quaresma é escritor ensaísta e filósofo brasileiro, mestre em Tecnologias da Inteligência e Design Digital (TIDD) pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC/SP), com dissertação intitulada Inteligência artificial e bioevolução: Ensaio epistemológico sobre organismos e máquinas, e pesquisador de tecnologias e consequências sociais, com especial interesse na crítica da tecnologia. Autor dos livros Nanotecnologias: Zênite ou Nadir? (2011); Humano-Pós-Humano: Bioética, conflitos e dilemas da Pós-modernidade (2014); Engenharia genética e suas implicações (org.), (2014) e Artificial Intelligences: Essays on Inorganic and Non-biological Systems (org.), (2018). Atualmente investiga as relações entre inteligências artificiais complexas e sociedades contemporâneas, tendo escrito e publicado diversos artigos sobre o referido tema: Determinados por nosso próprio determinismo (2012); Revolução robótica (2013); Auto-organização de quarto grau (2014); O tecnomito da caverna (2014); Hibridação ciborgue (2014); Deuses ou presas? (2014); Corpo-máquina (2014); Sistemas complexos e emergência: Como se origina a inteligência e a vida (2015); Redes autoconscientes: As novas mentes cibernéticas globais (2015); Homo tecnológico (2015); Cumulonimbus-informaticos (2016); Rivais de silício (2017), Rivais de silício II (2017), Jogos egoístas (2017); Inteligências artificiais e os limites da computação (2018); A superinteligência de Bostrom (2018); Inteligências artificiais e o problema da consciência (2019); Inteligências artificiais e o problema da intencionalidade (2019); A falácia lúdica das três leis: Ensaio sobre inteligência artificial, sociedade e o difícil problema da consciência (2020).

 

E-mail: a-quaresma@hotmail.com Lattes: http://lattes.cnpq.br/6089915050124806