Programa

MÓDULO 1: O Processo Siderúrgico (9 horas)

Docente: Prof. José Carlos D’Abreu

·         Visão geral dos processos siderúrgicos

·         Redução de minério de ferro em altos-fornos

·         Outros processos de redução do minério de ferro (redução direta e processos emergentes)

·         Fabricação de aço em conversor à oxigênio                

·         Fabricação de aços em fornos elétricos                       

·         Refino secundário dos aços

·         Lingotamento contínuo de placas e tarugos            

·         Laminação de produtos planos e não-planos

MÓDULO 2: Gestão Ambiental na Siderurgia (6 horas)

Docente: Prof. Luiz Cláudio Pinto Oliveira

·         Meio Ambiente: Conceitos Básicos

·         Questões Ambientais Globais e a Siderurgia

·         Gestão Ambiental na Siderurgia

·         O impacto das emissões gasosas, dos efluentes líquidos, do consumo de água e energia e da geração de resíduos sólidos, provenientes da indústria siderúrgica

·         Mecanismos e procedimentos de controle ambiental para mitigação dos impactos ambientais associados aos aspectos ambientais da siderurgia

·         Indicadores ambientais no setor siderúrgico

MÓDULO 3: Direito Ambiental e sua Interface com o Setor Siderúrgico (9 horas)

Docente: Prof. Oscar Graça Couto

Objetivo:

Este módulo do curso tem o objetivo de apresentar, sob a ótica jurídica, elementos úteis a profissionais cujas atividades possuam interface, direta ou indireta, com a questão ambiental, em especial no âmbito da Siderurgia.

O propósito é, pois, apresentar a esses profissionais, objetivamente, os principais instrumentos, normas e princípios do Direito Ambiental, para que tais profissionais possam (i) entendê-los, (ii) analisá-los criticamente, (iii) aplicá-los, no âmbito de suas atribuições, e (iv) avaliar riscos – e também oportunidades – correlatos.

 Programa:

·         Introdução: Crise ambiental. Direitos difusos

·         Meio ambiente na Constituição Federal

·         Princípios e fundamentos do Direito Ambiental

·         Política Nacional do Meio Ambiente

o   Definições e objetivos

o   Instrumentos da Política Nacional do Meio Ambiente

o   Licenciamento ambiental

o   Estudo de Impacto Ambiental e Relatório de Impacto Ambiental EIA/RIMA)

·         Política Nacional de Resíduos Sólidos

·         Responsabilidade ambiental nas esferas civil, administrativa e criminal

MÓDULO 4: Gestão de Coprodutos e Resíduos Sólidos na Indústria Siderúrgica (6 horas)

Docente: Prof. Luiz Cláudio Pinto Oliveira

·         Definição e origem dos resíduos sólidos

·         Classificação dos resíduos sólidos

·         Gestão e hierarquia de destinação dos resíduos sólidos

·         Armazenamento dos resíduos sólidos

o   Requisitos básicos

o   Pátios de estocagem

o   Formação de pilhas de estocagem

o   Proteção contra arraste eólico

§  Cinturão verde

§  Wind fence

o   Galpões de estocagem

·         Caracterização dos resíduos sólidos (análise química e mineralógica)

·         Resíduos sólidos x coprodutos

·         Geração de resíduos sólidos de processo na indústria siderúrgica (aspectos qualitativos e quantitativos)

MÓDULO 5: Processamento e Aplicações de Coprodutos e Resíduos Sólidos na Indústria Siderúrgica (15 horas)

Docente: Prof. Luiz Cláudio Pinto Oliveira

·         Geração, caracterização, processamento e aplicações de escórias siderúrgicas

o   Escórias siderúrgicas

o   Escórias siderúrgicas fundidas

o   Escória de Alto-Forno

o   Escória de Aciaria LD

o   Escória de Aciaria Elétrica

o   Escória da Metalurgia Secundária

o   Escória de Dessulfuração do Gusa

·         Geração, caracterização, processamento e aplicações de resíduos sólidos portadores de ferro e carbono

o   Pó do Sistema de Despoeiramento a Seco do Alto-Forno

o   Lama do Sistema de lavagem de Gases do Alto-Forno

o   Pó do Sistema de Despoeiramento a Seco do Conversor LD

o   Lama do Sistema de lavagem de Gases do Conversor LD

o   Pó do Sistema de Despoeiramento a Seco do Conversor LD

o   Pó do Sistema de Despoeiramento a Seco do Forno Elétrico a Arco

o   Carepa do Lingotamento Contínuo de Placas

o   Carepa de Escarfagem de Placas

o   Carepa de Laminação a Quente

o   Carepa de Laminação o Frio

o   Resíduos Ferrosos de Laminação a Frio e dos Processos de Revestimento

·         Geração, caracterização, processamento e aplicações de resíduos refratários

o   Carro-torpedo

o   Panela de ferro-gusa

o   Conversor LD

o   Panela de aço

o   Refino secundário

o   Forno elétrico

·         Tecnologias de processamento de coprodutos e resíduos sólidos

o   Processamento e aplicações de escórias siderúrgicas

§  Plantas de processamento

§  Reciclagem interna

§  Aplicações externas

o   Processamento e aplicações de resíduos sólidos portadores de ferro e carbono

§  Plantas de processamento

§  Reciclagem interna

§  Aplicações externas

o   Processamento e aplicações de resíduos refratários

§  Plantas de processamento

§  Reciclagem interna

§  Aplicações externas

·         Limitações para a utilização de coprodutos devido a elementos perniciosos contidos

·         Aplicações consagradas para os coprodutos (visão global)

·         Grau de liberação de espécies minerais contidas nos coprodutos e resíduos sólidos e seu impacto no processamento

·         Equipamentos para manuseio e processamento de coprodutos e resíduos sólidos, incluindo noções de dimensionamento

o   Secagem

o   Cominuição

o   Classificação granulométrica

o   Separação magnética

o   Concentração gravítica

o   Separação eletrostática

o   Mistura e blendagem

o   Aglomeração

·         Balanço de massa e controle de coprodutos e resíduos sólidos na indústria siderúrgica

o   Cadastramento

o   Controle

o   Balanço de massa

o   Inventário

MÓDULO 6: Tecnologias de Produção Mais Limpa na Indústria Siderúrgica (9 horas)

Docentes: Prof. José Carlos D’Abreu e Prof. Luiz Cláudio Pinto Oliveira

·         Processos de Aglomeração

o   Mecanismos de aglomeração

o   Aglomerantes e lubrificantes

o   Pelotização

o   Briquetagem

o   Sinterização

o   Equipamentos para aglomeração a frio

·         Processos de Tratamento de Escórias Siderúrgicas

o   Energia contida na escória de aciaria líquida

o   Tratamentos a quente da escória de aciaria

o   Processos de estabilização volumétrica da escória de aciaria

o   Tratamento da escória para uso na indústria do cimento

o   Tratamento da escória para utilização como fertilizante na agricultura

·         Aplicações consagradas para os coprodutos da indústria siderúrgica (BAT)

·         Processos de Redução e Fusão de Coprodutos

·         Princípios da Autorredução

·         Processos de Autorredução de Coprodutos

·         Tecnologias Emergentes de Produção Mais Limpa

MÓDULO 7: Visita técnica orientada na Ternium (8h)