Programa

O curso discutirá o debate entre Foucault e Derrida a respeito da loucura em Descartes. Essa confrontação é extremamente violenta porque o que está em jogo nela é a possibilidade do projeto filosófico de cada um desses pensadores. O projeto de Foucault se iniciou em 1961 com a publicação da História da loucura — e dois anos depois Derrida investiu contra ele em uma conferência na qual denunciou erros técnicos em sua interpretação de Descartes que, a rigor, o inviabilizariam. Derrida surgiu na cena filosófica em 1967 com a publicação de três livros, dentre os quais A escritura e a diferença, que retoma sua conferência contra Foucault. Em  sua resposta tardia de 1972, Foucault defendeu sua interpretação de 1961, e considerou que a leitura de Derrida incorria em graves erros, resultantes do caráter problemático de seu projeto.

São esses os contornos gerais de um debate envolvendo duas das mais importantes obras da contemporaneidade. O curso não procurará eleger um vencedor, mas investigar a inesperada presença do outro pensador no momento de surgimento de cada projeto. Ele discutirá igualmente algumas questões associadas, como a do sentido histórico do par razão / loucura em Derrida e Foucault, do novo acesso a Descartes que suas leituras oferecem e a da situação do pensamento contemporâneo em relação à tradição.