Programa

Oferecer panorama de cidades como protagonistas de transformações. Através de soluções ligadas à criatividade e ao patrimônio cultural, serão apresentados casos de novos negócios e dinâmicas econômicas locais que têm as iniciativas criativas como agentes de mudança.


 

Módulo I – Conceitos sobre Cidades Criativas e Patrimônio Cultural

· Economia criativa: conceitos, parâmetros e aplicações – histórico, diferenças de metodologias de pesquisa no mundo;

· Cidades Criativas: cenários de possibilidades, exemplos de desenvolvimento a partir da história e das vocações locais;

· Distritos de Criatividade no mundo e no Rio de Janeiro: criação, espacialização das propostas (regiões, cidades, zonas, bairros);

· Redes locais como agentes de desenvolvimento nos Territórios;

· Museus e Cidades Criativas: relações entre instituições culturais e transformações urbanas;

Módulo II – Cases e Oportunidades

· Gestão cultural: apresentação de cases:

  Museus e sustentabilidade: novos modelos de gestão e financiamento. MAR (Museu de Arte do Rio), Museu do Amanhã, MIS (Museu da Imagem e do Som), Museu Casa do Pontal, entre outros;

   Criação e gestão de institutos e organizações do terceiro setor;

   Oportunidades no Rio: incubadoras, start-ups, aceleradoras, co-working

   Circuitos culturais no Rio: apresentação de roteiros que vinculam patrimônio, cultura e iniciativas empreendedoras;

    Patrimônio, arte e a criação de oportunidades:

    Antigas paixões, novos negócios: encontrando seu nicho de atuação;

    Implantar-se em áreas estratégicas de renovação urbana: opções e desdobramentos;

    União é força: o associativismo como agente de revitalização em diferentes escalas;

   Turismo Histórico-Cultural e Turismo de Experiência: a perspectiva do negócio. Agências que atuam nos setores e inovam em seus roteiros;

   Arte urbana e sua interferência no cotidiano: o papel dos microagentes no espaço público;

   Eventos como agentes de transformação territorial e novas economias;

   Editais nas esferas federal, estadual e municipal;

   Perspectivas e possibilidades em Patrimônio Imaterial.

Módulo III – Tendências de Mercado

·  Hábitos de consumo e cultura no Rio de Janeiro;

·  Conteúdo: sites, livros, guias, filmes e programas especializados nas temáticas sobre Cidades Criativas;

·   Novas plataformas de negócios e de informações: como o crowdfunding  e as redes sociais vem revolucionando o mercado;

·   Smart cities: a tecnologia como promotora das interações urbanas;

·   Place-branding: como as cidades vem se posicionando no cenário mundial para atrair investimentos e movimentar a economia. Relações entre o global e o local.

Módulo IV - Empreendedorismo

·  Planejamento de vida (palestra);

·  Planos de negócios;

·  Modelos de negócios.


Visitas Externas

A programação do curso contempla visitas guiadas à Região Portuária e outras áreas pertinentes à temática do curso. As visitas serão realizadas aos sábados, com um mínimo de dois encontros de 4 horas.


Corpo Docente

Eduardo Costa (PUC-Rio - Cidades Inteligentes), Luis Marcelo Mendes (consultor e gestor de design e comunicação, autor de “Reprograme: comunicação, branding e cultura numa nova era dos museus), Raquel Goulart (especialista em Place Branding), Priscila Melo (Turismo Cultural - Rios de HistóriaLaura Taves (Azulejaria), Deca Farroco (Coordenadora de projetos de Patrimônio e Cultura da Fundação Roberto Marinho, em projetos como MAR, MIS e Museu do Amanhã), Aline Romeu Xavier (Coordenadora no Instituto Rio Patrimônio da Humanidade/Prefeitura do Rio), Paula de Oliveira Camargo (Gerente do Centro Carioca de Design/Prefeitura do Rio), Lucas van de Beuque (coordenador no Museu Casa do Pontal), Bruno Temer (A experiência da Matéria Brasil e do Espaço Goma),  Sandra Korman (UFRJ e PUC-Rio, Planejamento de Vida e Trajetória Profissional),  Daniel Abadi Orlean (Plano de Negócio, Canvas, Design Thinking),  Leo Feijó (Territórios Criativos e Redes Locais), Luiz Antônio Simas, Washington Fajardo (Presidente do Instituto Rio Patrimônio da Humanidade) entre outros.


Coordenação

Aline Romeu Xavier e Paula de Oliveira Camargo


Aline Romeu Xavier

Aline é arquiteta e urbanista formada pela FAU/UFRJ (1998) e mestre em Urbanismo pelo PROURB/FAU/UFRJ. Possui, também, pós-graduação em Políticas Territoriais do Estado do Rio de Janeiro pelo Programa de Pós-Graduação em Geografia – PPGEO/UERJ, e especialização em Gestão Pública pela COPPEAD/UFRJ, e em Liderança Executiva pela Columbia University NY/EUA.

É autora e co-autora de projetos urbanos, incluindo projetos premiados, no Rio de Janeiro e em outras cidades do país, como Niterói, Rio das Ostras e São Luís do Maranhão.

Desde 2008 vem atuando em projetos de requalificação urbana com foco no viés cultural. Atualmente Aline é Coordenadora de Projetos Especiais do Instituto Rio Patrimônio da Humanidade da Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro, desenvolvendo projetos de regeneração urbana de áreas históricas, incluindo: intervenção urbana, políticas setoriais de design e, valorização da paisagem urbana e gestão de áreas declaradas Patrimônio da Humanidade pela UNESCO.   Participação em projetos como: Requalificação Urbana do Centro Histórico de São Luís, Lapa Legal, Criação dos Parques Culturais Urbanos, CRio – Fórum Mundial de Criatividade, Edital de Ocupação Criativa, entre outros.  

Paula de Oliveira Camargo

Paula é formada em Arquitetura e Urbanismo pela FAU/UFRJ (2000), e mestre em História, Política e Bens Culturais pelo CPDOC/FGV. Além disso, tem especialização em Administração Pública pela COPPEAD/UFRJ, em Desafios Urbanos e Gestão de Grandes Cidades pela ENA (École Nationale d’Administration /França) e em Liderança Executiva pela Columbia University (NY/EUA).

Autora do livro “As Cidades, a Cidade: Política e Arquitetura no Rio de Janeiro”, publicado em 2012 pela Editora Folha Seca.

Paula trabalha como gerente do Centro Carioca de Design (vinculado ao Instituto Rio Patrimônio da Humanidade da Prefeitura do Rio de Janeiro) e vem, desde 2009, trabalhando no desenvolvimento de políticas públicas para o design. Coordenou a campanha que inseriu a cidade do Rio, em 2010, na rede Districts of Creativity Network, atuando também como ponto focal da rede no Rio. Desenvolveu, junto à equipe do IRPH/PCRJ e à produtora Luminosidade, o conceito do festival CRio / Forum Mundial de Criatividade no Rio de Janeiro (2012). Já ministrou palestras e aulas na PUC-Rio, FGV, ESPM, Rio Design Insúdtria (Firjan), entre outros.