Disciplinas

Desenvolvimento Humano

Carga horária: 30 horas

Análise do ciclo vital como diferenciação progressiva da vida humana. Concepções de desenvolvimento: abordagens socioculturais, ecológicas e psicanalíticas.

Bibliografia:

Básica:

GONDIM, S. M. G. & CHAVES, A. M. (Orgs.) Práticas e saberes psicológicos e suas conexões. Salvador: UFBA. 2011.

PAPALIA, D. E.; FELDMAN, R. D & MARTORELL, G. Desenvolvimento Humano. 12 ed. Porto Alegre: Artmed, 2013.

PESSÔA, L.F.; MENDES, D.M.F.F & SEIDL-DE-MOURA, M.L. Parentalidade: Diferentes perspectivas, evidências e experiências. Curitiba: Appris, 2018.

Complementar:

FLAVELL, J.H. A Psicologia do Desenvolvimento de Jean Piaget. 4 ed. São Paulo: Pioneira, 1992.

SEIDL-DE-MOURA; M. L.; MENDES, D. M. L. F. & PESSÔA, L.F. (Orgs.). Interação Social e Desenvolvimento. Curitiba: Editora CRV, 2009.

TOAZZI, A. & SPERB, T.M. (Org.). O desenvolvimento de competências sociocognitivas: novas perspectivas. São Paulo: Vetor, 2013. 

VYGOTSKY, L. S. A formação social da mente. Rio de Janeiro: Martins Fontes, 1984.

Diversidade e Panorama dos Direitos da Pessoa com Deficiência

Carga horária: 30 horas

Diversidade e aspectos sociais, históricos e legais da deficiência, analisando o caminho percorrido e a situação atual. Ressignificando o conceito de deficiência: dificuldade, deficiência e diferenças.

Bibliografia:

Básica:

FOUCAULT, Michel. Os anormais. São Paulo: Martins Fontes, 2006.

MENEZES, J. B. de. Direito das pessoas com deficiência psíquica e intelectual nas relações privadas: convenção sobre os direitos da pessoa com deficiência e a Lei Brasileira de Inclusão. Rio de Janeiro: Processo, 2016.

WERNECK, Cláudia. Você é gente? O direito de nunca ser questionado sobre o seu valor humano. Rio de Janeiro: WVA, 2003.

Complementar:

BARBOZA, H.H. & ALMEIDA JUNIOR, V. de A. (coord). Autonomia, reconhecimento e dignidade: sujeitos, interesses e direitos. Rio de Janeiro: Gramma, 2017.

FOUCAULT, M. O nascimento da clínica. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 1994.

GONZAGA, Eugênia Augusta. Direitos das pessoas com deficiência: garantia de igualdade na diversidade. 3 ed. Rio de Janeiro: WVA, 2012.

PEREIRA, A.A. & COSTA, W. da. Educação e diversidade em diferentes contextos. Rio de Janeiro: Pallas, 2015.

Educação Inclusiva e Processos de Aprendizagem da Pessoa com Deficiência

Carga horária: 30 horas

Aprendizagem: como acontece e qual o papel da escola. O professor como um facilitador do aprendizado. Educação Inclusiva: histórico e funcionamento. Conceitos básicos de neuroplasticidade e aprendizagem. Mediação.

Bibliografia:

Básica:

MANTOAN, Maria Teresa Eglér. O desafio das diferenças nas escolas. Rio de Janeiro: Vozes, 2013.

MIRANDA, T. G. & GALVÃO FILHO, T. A. (orgs). O professor e a educação inclusiva: formação, práticas e lugares. Salvador: EDUFBA, 2012.

STAINBACK, S. & STAINBACK, W. Inclusão: um guia para educadores. Porto Alegre: Artmed, 1999, 2007 (reimpressão).

 

Complementar:

ALVES, Rubem. A escola com que sempre sonhei sem imaginar que pudesse existir. 13 ed. Campinas, SP: Papirus, 2012.

LOPES, E. M. T. A psicanálise escuta a educação. 2 ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2001.

ORRÚ, S.E. O re-inventar da inclusão: os desafios da diferença no processo de ensinar e aprender. Petrópolis, RJ: Vozes, 2017.

PACHECO, José. Inclusão não rima com solidão. Rio de Janeiro: WAK Editora, 2012.

WERNECK, Claudia. Ninguém mais vai ser bonzinho na sociedade inclusiva 3ed. Rio de Janeiro: WVA Editora, 2009.

Estudo e Discussão de Casos Clínicos e Experiências Escolares

Carga horária: 30 horas

Apresentação e discussão de casos clínicos e experiências escolares.

Bibliografia:

Básica:

ANDRADE, M. (org). Diferenças silenciadas: pesquisas em educação, preconceitos e discriminações. Rio de Janeiro: 7Letras, 2015.

BAPTISTA, R.B. Inclusão e escolarização: múltiplas perspectivas. 2 ed. Porto Alegre: Mediação, 2015.

MORAES, M. [et al] (orgs). Deficiência em questão: para uma crise de normalidade. Rio de Janeiro: Nau, 2017.

Complementar:

FIGUEIREDO, L. C. As diversas faces do cuidar: novos ensaios de psicanálise contemporânea. 2 ed. São Paulo: Escuta, 2012.

GOMES, M. (org). Construindo as trilhas para a inclusão. 2 ed. Petrópolis, Rio de Janeiro: Vozes: 2012.

MANTOAN, M. T. E. E. Inclusão Escolar - O que é? Por quê? Como fazer? São Paulo: Editora Summus, 2015.

TEIXEIRA, Gustavo. Manual dos Transtornos Escolares - Entendendo os problemas de crianças e adolescentes na escola. 5ed. Editora Best Seller, 2014.

Avaliação Psicológica e Tipos de Deficiências

Carga horária: 30 horas

Avaliação psicológica: os instrumentos e para que serve. A questão dos diagnósticos e dos rótulos. Tipos de deficiência e suas características. Os diferentes tipos de manejo. Deficiências congênitas e adquiridas.

Bibliografia:

Básica:

DINIZ, D. O que é deficiência. São Paulo: Brasiliense. 2012.

LINS, M. R. C. & BORSA, J.C. (Orgs.). Avaliação psicológica Aspectos teóricos e práticos. Petrópolis, R.J.: Vozes, 2017.

 

SOLOMON, Andrew. Longe da árvore: pais, filhos e a busca da identidade. São Paulo: Companhia das Letras, 2013.

Complementar:

CANGUILHEM, G. O normal e o patológico. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 1990.

DUARTE, L. F. D.; LEAL, O. F. Doença, sofrimento, perturbação: perspectivas etnográficas. Rio de Janeiro: Ed. Fiocruz, 1998.

HELMAN, C. Cultura, saúde e doença. Porto Alegre: Artmed, 2007.

MORAES, M. [et al]. Deficiência em questão: para uma crise da normalidade. Rio de Janeiro: Nau, 2017.

OAKLANDER, V. Descobrindo crianças: a abordagem gestáltica com crianças e adolescentes. 17 ed. São Paulo: Summus, 1980.

Deficiência Física, Mental e Intelectual

Carga horária: 30 horas

Desenvolvimentos “típico e atípico”. Deficiências física, auditiva, visual, surdo-cegueira, múltiplas, paralisia cerebral. Síndromes Raras. Deficiência mental. Deficiência Intelectual. Síndrome de Down.

Bibliografia:

Básica:

HADDAD, M. A.; SAMPAIO, M. W.; COSTA FILHO, H. A. da; SIAULYS, M. O. de C. Baixa visão e cegueira: caminhos para a reabilitação, a educação e a inclusão. Editora Guanabara, 2009.

MANTOAN, M. T. E. Ser ou estar, eis a questão: explicando o déficit intelectual. Rio de Janeiro: WVA, 1997.

STRAUB, R. O. Psicologia da Saúde. Porto Alegre: Artmed, 2005.

Complementar:

ARDORE, M; REGEN, M. & HOFFMANN, V. M. B.. Eu tenho um irmão diferente. vamos conversar sobre isso? São Paulo: APAE, 2008.

FALK, J.. (org). Abordagem Pikler: educação infantil. São Paulo: Omnisciência, s.d.

MONTENEGRO, M. A. Nem tudo é Déficit de Atenção - Tudo o que os pais precisam saber sobre dificuldade escolar. Editores Pontes, 2017.

Deficiência Psicossocial, Altas Habilidades e Sopa de Letrinhas

Carga horária: 30 horas

Deficiência psicossocial – do que se trata? Saúde Mental e Psiquiatria. Psicose. TEA. Altas habilidades. Dislexia, disgrafia, discalculia e demais “dis”. “Sopa de Letrinhas”: TOC/TOD/TDAH.

Bibliografia:

Básica:

BOSA, C.A. & TEIXEIRA, M.C T. V. (orgs.). Autismo: avaliação psicológica e neuropsicológica. São Paulo: Hogrefe, 2017. 

CAPOVILLA, C. (Org.). Transtornos de aprendizagem: Progressos em avaliação e intervenção preventiva e remediativa. SP: MEMNON, 2010.

GAMA, M. C. S. S.. Educação de superdotados: teoria e prática. São Paulo: EPU, 2006.

Complementar:

DONAVAN, J. & ZUCKER, C. Outra sintonia: a história do autismo. São Pulo: Companhia das Letras, 2017.

LINS, M. R. C. & BORSA, J. C (Orgs.).  Avaliação Psicológica: aspectos teóricos e práticos. Petrópolis: Vozes, 2017.

VASCONCELOS, M. M. (Org.). Neurologia Pediátrica. 14ed. Rio de Janeiro: Editora Guanabara Koogan ltda, 2014.

Estágio Supervisionado I

Carga horária: 30 horas

Observação de atendimento, prestado por professores supervisores, de grupos educacionais terapêuticos formados por familiares de pessoas com deficiência.

Bibliografia:

Básica:

BORSA, J. C.; BANDEIRA, D. R. (Orgs.). Comportamento agressivo na infância: da teoria à prática. São Paulo: Casa do Psicólogo, 2014.

OSORIO, L.C & VALLE, M. E. P. do (orgs). Manual de terapia familiar: Porto Alegre: Artmed, 2009.

RIZZINI, I.; LEITE, A. D. da & MENEZES, C.D. de. Cuidado familiar e saúde mental: a atenção das famílias a seus filhos na infância e na adolescência. Rio de Janeiro: Ed. PUC-Rio; São Paulo: Editora Reflexão, 2013.

Complementar:

JOHNSON, S. M. & WHIFFEN V. E. Os processos de apego na terapia de casal e família: São Paulo: Roca, 2012.

OSORIO, L. C. Grupoterapias: abordagens atuais. Porto Alegre: Artmed, 2007.

PARKES, C. M. Amor e perda: as raízes do luto e suas complicações. São Paulo: Summus Editorial, 2009.

SILVA, Marjore Cristina da; CASTANHO, Marisa Irene Siqueira (orgs.). Subjetividade e aprendizagem: contribuições da psicanálise e da psicologia histórico-cultural. São Paulo: Hografe CETEPP, 2016.

ZORNIG, S.A-J. A criança e o infantil em psicanálise. São Paulo: Escuta, 2008.

A Pessoa com Deficiência e sua Família

Carga horária: 30 horas

Os impactos do diagnóstico de deficiência na família: as repercussões na construção da parentalidade, na vivência da conjugalidade, na fratria e em toda a rede que circunda o núcleo familiar. Campo conceitual das abordagens de psicoterapia de família. Abordagens sistêmicas e psicanalíticas. Situações clínicas.

Bibliografia:

Básica:

BUSCAGLIA, L. Os deficientes e seus pais: um desafio ao aconselhamento.6 ed. Rio de Janeiro: Record, 2010.

ELKAIN, M.. Panorama das terapias familiares. Volumes I e II. São Paulo: Summus editorial, 1998.

FERENCZI, S. (1928) A adaptação da família à criança. Obras Completas. São Paulo: Martins Fontes, 1992.

Complementar:

CASSELATO, G. (Org.). O resgate da empatia: suporte psicológico ao luto não reconhecido. São Paulo: Summus Editorial, 2015.

COSTA, J.  Ordem Médica e norma familiar. 5ª ed. Rio de Janeiro: Graal, 2004.

SEIDL, E. M. F.; MIYAZAKI, M. C. Psicologia da Saúde: pesquisa e atuação profissional no contexto das enfermidades crônicas. Curitiba: Juruá, 2014.

SOLIS-PONTON, L. (Org.). Ser pai, ser mãe: parentalidade: um desafio para o terceiro milênio. São Paulo: Casa do Psicólogo, 2004. 

Estágio Supervisionado II

Carga horária: 30 horas

Atendimento, sob supervisão, de grupos educacionais terapêuticos formados por familiares de pessoas com deficiência. 

Bibliografia:

Básica:

KÄES, R. Espaços psíquicos comuns e partilhados. São Paulo: Casa do Psicólogo, 2003.

PICHON-RIVIÈRE, E. O processo grupal. 8 ed. São Paulo: Editora WMF Martins Fontes, 2009.

ZIMERMAN, D. E.; OSORIO, L.C. Como trabalhamos com grupos. Porto Alegre: Artmed, 1997.

 

Complementar:

ABERASTURY, A. Psicanálise da criança: teoria e técnica. 8 ed. Porto Alegre: Artmed, 2012.

MINNICUCCI, A. Dinâmica de Grupo: teorias e sistemas. São Paulo: Editora Atlas, 2009.

OSORIO, L. C. Grupoterapias: abordagens atuais. Porto Alegre: Artmed, 2007.

YALOM, I. D. Psicoterapia de Grupo: teoria e prática. Porto Alegre: Artmed, 2006.

Interdisciplinaridade: a Interlocução da Psicologia com Diferentes Saberes

Carga horária: 30 horas

A necessidade e a riqueza da pluralidade de olhares. O trabalho em equipe. A atuação de médicos, educadores, fonoaudiólogos, terapeutas ocupacionais e outros profissionais da área de saúde e de educação.

Bibliografia:

Básica:

GOLSE, B. O desenvolvimento afetivo e intelectual da criança. 3 ed. Porto Alegre: Artmed, 1998.

SEIZE, M. M. & BORSA, J. C.. Instrumentos para rastreamento de sinais precoces do autismo: revisão sistemática. Psico-USF. (2017).

WINNICOTT, D.W.. A família e o desenvolvimento individual. 4ed. São Paulo: Martins Fontes, 2011.

Complementar:

COMPARATO, M.C.M & MONTEIRO, D. de S. F. A criança na contemporaneidade: diálogos interdisciplinares. São Paulo: Casa do Psicólogo, 20001.

DALGALARRONDO, P. Psicopatologia e semiologia dos transtornos mentais. 2 ed. Porto Alegre: Artmed, 2008.

DELIBERATO, D.; GONÇALVES, M. de J.; MACEDO, E. C. de. Comunicação Alternativa: Teoria, Pratica, Tecnologias e Pesquisa. São Paulo: Memnon Edições Cientificas, 2009.

STRAUB, R. O. Psicologia da Saúde. Porto Alegre: Artmed, 2005.

Múltiplas Abordagens: o Indivíduo e seus Múltiplos Contextos

Carga horária: 30 horas

Campo conceitual das abordagens de terapias com foco na pessoa com deficiência e também nas pessoas a elas ligadas. Teorias da técnica. Abordagens sistêmicas e psicanalíticas. Situações clínicas.

Bibliografia:

Básica:

FÉRES-CARNEIRO, T. (Org.). Casal e família: teoria, pesquisa e clínica. Rio de Janeiro: PUC-Rio/Prospectiva, 2017.

KNAPP, P. Terapia Cognitivo Comportamental na prática clínica. Porto Alegre: Artmed, 2004.

 

WINNICOTT, D.W. Tudo começa em casa. 5 ed. São Paulo: Editora WMF Martins Fontes, 2011.

Complementar:

CAMARGO Jr, K. R de. & NOGUEIRA, M. I. (Orgs.). Por uma filosofia empírica da atenção à saúde: olhares sobre o campo biomédico. Rio de Janeiro: Editora Fiocruz, 2009.

DESLANDES, S. F. (Org.). Humanização dos Cuidados em Saúde: conceitos, dilemas e práticas. Rio de Janeiro: Editora Fiocruz, 2006.

FREITAS, J. L. Experiência de adoecimento e morte: diálogos entre a pesquisa e a Gestalt-terapia. Curitiba: Juruá Editora, 2009.

OUTEIRAL, J.O. Clínica psicanalítica de crianças e adolescentes. Desenvolvimento, psicopatologia e tratamento. Rio de Janeiro: Revinter,1998.

Trabalho de Conclusão de Curso